Mala, ame-a simplesmente

 

imagem da internet

Mala é aquele pacote fechado, mais ou menos pesado, que temos que carregar quando viajamos. Companhia tão indesejável e desagradável que virou ofensa: o colega chato é um mala; a vizinha reclamona, idem... A sogra? Nem alça tem! Mas quem pode viajar sem mala? Infelizmente, ela é indispensável!

Grande, pequena, leve ou não, justiça seja feita: é ela que nos garante o conforto durante a viagem. Graças a ela e tudo o que ela contém, não passamos frio nem calor e podemos nos sentir como se estivéssemos em casa, mesmo longe: com todos os nossos habituais cremes, sabonetinhos, a roupa que gostamos, o sapato mais confortável... Enfim, nossa "identidade". Tem gente que leva até o travesseiro pra se sentir bem durante a viagem! A verdade é que a mala tem o tamanho e o peso das nossas necessidades! E do tempo que vamos ficar fora, claro! Portanto: ela é inocente!

Embora eu tenha pavor, aversão a malas, gosto de viajar e, por isso, seguidamente estou quebrando minha cabeça com elas! Fico imaginando que elas poderiam se compactar (como os arquivos gigantes que colocamos nos pendrives) e, então, seriam levadas no bolso... Chegando ao destino, era só colocá-las no chão, dizer uma palavra mágica e elas voltarias ao seu estado normal! Estou falando nisso porque estou fazendo a minha mala para 14 dias de aventura! E embora tenha vontade de xingá-a, destratá-la, ignorá-la, dependo dela pra ficar bem e aproveitar ao máximo! Preciso encarar a dita cuja como uma grande, inseparável e fiel companheira de viagem... com rodinhas, claro! E, se pudesse: controle remoto!

Então, já que é assim, faço as pazes com a mala, desejando que ela jamais se perca pelos caminhos tortos dos aeroportos e aeronaves, estando sempre comigo! Em reconhecimento posto aqui um poema muito bonitinho que encontrei na internet: 

Poema Divertido Para o Dia da Avó 

Chega de tanta injustiça
de castigo e confusão!
Vou pra casa da vovó,
não tem outra solução!

Estou mesmo decidido
e pra sempre eu me mudo.
Aqui eu não posso nada
e por lá eu posso tudo!

Posso comer chocolate,
posso até me empanturrar.
Posso comer sobremesa
até antes do jantar.

Mesmo que eu faça bagunça,
vovó não briga comigo.
Se eu beliscar o irmãozinho,
vovó não me põe de castigo!

Vou fazer a minha mala,
meu carrinho eu vou levar.
Vou levar o meu cachorro
e o meu jogo de armar.

Vou levar meu travesseiro,
levo também meu pião,
pego os meus livros de história
e o meu time de botão.

Levo as coisas que eu gosto,
pra ter tudo sempre a mão:
levo também o papai,
a mamãe e o meu irmão!

Autora: Ana Canéo

FonteMensagens e Poemas
http://mensagensepoemas.uol.com.br/dia-das-vovos/poema-divertido-para-o-dia-da-avo-3.html

imagem: http://www.publicdomainpictures.net
 

Bjs e até!


Share

 
 

Privacidade? Eu quero!

imagem da internet

Hoje em dia, qualquer usuário de computador sabe como está difícil manter a privacidade, especialmente após o estouro das redes sociais. Quem quiser bisbilhotar a vida alheia e não tiver nada mais útil pra fazer, pode, sim, conhecer a rotina, o círculo de amizades, os hábitos e preferências de qualquer um, mesmo que seja parcialmente. Por isso , sempre é bom ter alguns critérios na hora de se expor, ou expor outras pessoas, publicando fotos, fatos ou comentários.
Mesmo fora da web, nos bancos, lojas, nas ruas, há câmeras pra todo o lado, celulares que filmam ou fotografam nos rodeiam... Mesmo que pareça, não estamos mais sós, e podemos estar sendo observados sem que tenhamos esta consciência. Eu não me preocupo com isso, afinal, são coisas da modernidade, não há como voltar atrás. Mas hoje levei um susto! Almocei num shopping e, logo depois, fui ao banheiro. Entrei na cabine e, pra meu espanto e incredulidade total, a porta, que era de vidro fosco, não tinha proteção, permitindo não só que eu visse as pessoas passando pelo lado de fora, como também, obviamente, a visão inversa! Na dúvida,desisti e fui procurar outro box, mas todas as portas eram iguais, permitindo a mesma visão! Imaginem, dava pra ver os vultos, as cores das roupas, se a pessoa estava sentada ou de pé! Pessoal, a privacidade morreu!!!!! Tudo bem, eu sei que todos sabem qual a finalidade dos banheiros; não somos diferentes de ninguém, todos usamos o banheiro basicamente da mesma forma, mas, entre saber e ver... Ah não, daí já acho demais! Onde está aquele mínimo de privacidade que a gente merece?  Eu não entro mais no banheiro deste shopping!
Na minha opinião, isso deveria ser proibido! Vcs não acham?
Bjs...

 


Share

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
Meu Perfil
BRASIL, Sul, PORTO ALEGRE, Mulher
    Visitante número:



     






    Na fila...


    from gifmania



    PÃO PRA QUEM PRECISA!







    CONTROLE DE QUALIDADE


    UOL


    GOSTOU? DIVULGUE!














    PROVEI E GOSTEI!


    TERTULIA VIRTUAL





    OUTRAS DELÍCIAS!


    Arruma Blog


    Blog do Rafa



    Arruma Blog









    OBRAS JURÍDICAS?





    www.flickr.com
    Esse é um módulo do Flickr que mostra fotos e vídeos públicos de Carla Bacedo. Faça seu próprio módulo aqui.






    Carla Bacedo

    Criar seu atalho



    SEU COMENTÁRIO É O MELHOR FERMENTO!




    Na gerência





    A Clientela







    APROVADO!




    Central Blogs


    BlogBlogs.Com.Br


    Divulgue seu blog!
    Meu código:3870


    Technorati Profile


    Add to Technorati Favorites






    Ver!